Mãeconheira

Mãeconheira

Querido diário, ainda estamos na quarentena e por aqui dias sim e dias não. Riachão, Moraes Moreira e Rubem Fonseca, morreram de morte morrida. Bem velhinhos. Senti e os honrei. Tenho tido muito prazer em abrir uma página branca no word e criar histórias com um tiquinho de realidade. Vi um edital de uma editora …

Leia mais »

Querido diário, hoje o diário de uma mãeconheira é de uma mulher que está sem a filha e sem maconha mas, ainda assim é mãeconheira. Tem um corona vírus rolando pelo mundo que tá causando. Não vou falar sobre, as notícias são desastrosas. O caos tá instaurado e como tudo tem dois lados, metade do …

Leia mais »

Querido diário, são 23h18 e eu sinto um embrulho no estômago e uma leve fraqueza. Tenho dormido bem e me alimentado bem. Meu estômago queima. Me preparei um chá de alfavaca com aniz e um bom beck pra digerir este embrulho, esta ardência. Caguei. Tomei chá. Me sinto melhor. Pausa pra bolar um outro beck. …

Leia mais »

Querido diário, justo na hora da virada eu e Mariaalice estávamos fazendo xixi. Rimos. Nos abraçamos e nos desejamos um excelente ano novo. Nossa galera estava cantando Chico Buarque, <vai passar nessa avenida o samba popular> com direito a percussão, violão, vários cantores, uma galera foda. Não estouramos o champanhe e quando percebemos que era …

Leia mais »

Querido diário, Mariaalice chegou. Entrei de férias. Verão chegou. E ele não ligou, nem uma mensagem de feliz natal. Ok, você venceu: batatas fritas. Eu gosto de natal. Gosto de fim de ano e fechar um ciclo e começar outro. <daqui pra frente tudo vai ser diferente>. Junto com Mariaalice cuidando de casa, fazendo exercício …

Leia mais »

Querido diário, tem quatro meses que não escrevo e muita coisa acontecendo. Maria Alice fez sete anos e eu lancei um livro: Para Maria Alice. Estou de férias. Planejo cuidar de meu corpo. Curtir muito Maria Alice. Natureza. Dar um gás num romance que estou escrevendo. Dar continuidade aos meus estudos sobre literatura de contracultura …

Leia mais »

Querido diário, Eu estava numa casa que nunca estivera antes. Na rua estava acontecendo uma revolta. Barricadas e trincheiras. Policiais. Indígenas. Muitas crianças. Fogo. Minha mãe e minha avó fechavam toda a casa. Dentro da casa estava Mariaalice e outras crianças, que não eram minhas, mas muito próximas a mim. Minha mãe e minha vó …

Leia mais »

Querido diário, Tô sentindo um vazio e hoje me ocupei dele, deste vazio. <Enter the void>. Pensando na força que há no que sentimos. Há tempos que desejo a solidão e eu a tenho. Passei o dia em silêncio, me alimentando bem, cuidando da casa, emiti apenas algumas palavras, ouvi música e depois de escrever …

Leia mais »

Querido diário, Eu simplesmente páro pra ouvir música. Hoje passei o dia quase sem comer e boa parte em silêncio. Só agora fiz um beck: do tamanho da bad. E cá estou ouvindo ora Radiohead, ora Lívia Nery. Minhas estranhas melodias. I’m creep. Eu sou terra e me rego com meu próprio líquido, que vem …

Leia mais »